Inteligência Emocional no Trabalho – A Chave Dentro de Você

Tempo de leitura: 6 minutos

banner - ebook - turbinar sua carreira

Hoje vamos falar sobre o tema da moda: a inteligência emocional (IE) e como a inteligência emocional no trabalho é a chave para seu crescimento e reconhecimento profissional.

 

Você sabe como está sua inteligência emocional?

 

Mas você se engana se acha que este tema é novo! Ele está conosco desde nossa existência. Primeiro, você sabe o que é inteligência emocional? Vou tentar exemplificar para você:

 

Por exemplo, se imagine em uma situação em que um conhecido seu lhe dá um empurrão pelas costas. Você pode ter inúmeras reações para esta situação, vou descrever algumas:

 

  • Você pode fazer de conta que não o conhece;
  • Você pode cumprimenta-lo e sorrir;
  • Você pode perguntar o motivo pelo qual ele fez aquilo;
  • Você pode ofende-lo verbalmente;
  • Você pode ficar bravo e devolver o empurrão, com palavrões.

 

As possibilidades aqui são infinitas, concorda? Mas o que quero te mostrar é que isto define como está sua inteligência emocional naquele momento.

 

A Inteligência Emocional é definida em como reagimos em relação a situações de nosso dia a dia, ou seja, a capacidade de identificar e gerenciar suas próprias emoções. A Inteligência Emocional está relacionada a habilidades tais como motivar a si mesmo, persistir mediante frustrações e controlar impulsos.

 

Todo pensamento gera um sentimento. Este sentimento gera um comportamento.

 

Vamos analisar o primeiro exemplo (“você pode fazer de conta que não o conhece”). Uma possível explicação para esta reação:

 

  • Pensamento: “ele me empurrou, deve ser um assaltante”;
  • Sentimento: “medo“;
  • Comportamento: “vou sair daqui”.

 

Para ficar mais claro, vamos analisar o terceiro exemplo (“você pode perguntar o motivo pelo qual ele fez aquilo”). Uma possível explicação para esta reação:

 

  • Pensamento: “ele deve ter um motivo para tomar esta ação”;
  • Sentimento: “surpresa”;
  • Comportamento: “perguntar”.

 

A inteligência emocional consiste então na capacidade de agirmos mediante estas situações, como controlamos nossas emoções para sermos mais eficientes.

inteligencia emocional no trabalho - orloski coachingFica claro então que a inteligência emocional no trabalho é o que as empresas de hoje em dia estão buscando. Antigamente, as empresas valorizavam erroneamente o famoso QI (Quociente de Inteligência) e deixavam de lado o QE (Quociente Emocional).

 

Hoje está comprovado que o fator decisivo no sucesso da carreira profissional está diretamente ligado à inteligência emocional.

 

Caso queira se aprofundar no assunto, sugiro a leitura do livro “Inteligência Emocional – Daniel Goleman“. Goleman traduziu a inteligência emocional de forma que todos possam entender.

 

Inteligência Emocional No Trabalho

A IE está ligada com a habilidade de entender as outras pessoas (o que as motiva, como trabalham, …). Ela define sua organização em grupos, capacidade de negociação de soluções, empatia no trabalho e sensibilidade social.

 

Mas a inteligência emocional está ligada também com a capacidade de compreender os assuntos acima sobre si mesmo, ou autoconhecimento.

 

Imagine quão importante é tudo isso em sua carreira profissional, no seu emprego, no relacionamento com sua equipe, seu chefe e seus pares.

 

Um profissional com boa inteligência emocional no trabalho, ou seja, calmo, com firmeza na hora certa, resiliência para superar frustrações cada vez mais frequentes e que sabe gerenciar imprevistos está muito mais preparado para alcançar o sucesso profissional do que um profissional que age somente sobre impulsos, sem empatia e com altos níveis de estresse.

inteligencia emocional no trabalho - orloski coaching

Se você é ou pretende ser um líder dentro da empresa em que trabalha, precisa dedicar mais tempo para você! A inteligência emocional no trabalho é a chave do seu sucesso e da sua equipe.

 

Como Aumentar a Inteligência Emocional no Trabalho

Vamos lá, vou lhe dar algumas dicas de como fazer isso.

 

Altere o pensamento indesejado

Para fazer isso, você deve seguir os passos que falamos no início deste artigo. Quando algo sair errado, reflita sobre a situação que ocorreu, relembre-a em detalhes e então vá até o momento exato que o comportamento indesejado aconteceu. Passo a passo:

 

  1. Identifique seu comportamento.
  2. Identifique a emoção que gerou o comportamento.
  3. Identifique o pensamento que gerou a emoção.
  4. Altere o pensamento por outro que faça mais sentido.
  5. Pratique novamente em uma situação similar, em caráter de teste.

 

Você verá a diferença neste teste, como seu comportamento já sairá completamente diferente do anterior.

 

Gere empatia pelas pessoas ao seu redor

Empatia nada mais é do que se colocar no lugar do outro, entender as razões pelas quais a pessoa está agindo daquela maneira. Todo comportamento possui uma intenção positiva. Mas muita atenção aqui, esta intenção não está ligada com certo ou errado e sim com os valores da pessoa que executa.

 

Por exemplo, uma criança pode roubar com a intenção positiva de saciar sua fome. Perceba que ela possui uma intenção positiva, mas não estamos julgando se isto está certo ou errado.

 

A partir de hoje, não julgue mais, mas tente entender tudo que a pessoa está passando para tomar aquela decisão. Você não está no lugar dela, não sabe de suas dificuldades e necessidades.

 

Imagine uma situação. Seu chefe o está pressionando demais. Mas você sabe o motivo? Será que ele está sofrendo muita pressão? Está para ser demitido por sua equipe produzir pouco? Entendendo o real motivo, não será mais fácil de negociar com ele? Ou quem sabe unir forças para vencer o desafio?

 

Procure um profissional especializado em inteligência emocional

Você pode fazer tudo sozinho e com certeza terá sucesso. Ambos os métodos são eficazes (sozinho ou com um profissional). A diferença entre você fazer sozinho ou através de um profissional de coaching é o tempo que isso levará.

 

Há quantos anos você possui os mesmos comportamentos no trabalho, hábitos que podem ter surgido na infância, adolescência ou há anos trabalhando?! Não é fácil se desprender deles.

 

Um profissional trabalhará diretamente com questões de inteligência emocional para que você consiga se desenvolver de forma muito mais eficiente.

 

Descubra seu propósito

Se você não sabe para onde ir, pra que aumentar sua inteligência emocional no trabalho ou qualquer outro ponto em sua vida? Você precisa saber para onde quer ir, por que está neste mundo.

 

Pode ser muito claro para alguns e muito vago para outros. Para clarificar um pouco esta questão, faça para si mesmo as seguintes perguntas:

 

  1. Suponha que ficou imensamente rico do dia para a noite, dinheiro nunca mais será um problema. Com o que quero trabalhar daqui pra frente? Onde quero estar? Com quem quero estar? Idealmente, como me vejo daqui a 10 anos?

 

  1. Defina seu significado de vida. Escreva ele em uma única frase, de modo que fique bem claro para você.

 

  1. O que preciso fazer este ano para alcança-lo? Este mês? Esta semana?

 

Fazendo isto, com certeza sua inteligência emocional no trabalho atingirá outros níveis e você será notado!

 

Gostou? Curta e compartilhe este conteúdo para que mais pessoas possam desenvolver sua inteligência emocional no trabalho!

Um abraço.

 

Ps.:Gostaria de falar diretamente comigo? Agende já uma sessão gratuita clicando aqui!

banner - ebook - turbinar sua carreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *