15 Sinais de que Sua Qualidade de Vida no Trabalho está Péssima! E como mudar isso!

Tempo de leitura: 15 minutos

“A qualidade de vida no trabalho proporciona uma maior participação por parte dos funcionários, (…) visando sempre a compreensão das necessidades dos funcionários.” (Moretti, Silvinha)

Você acredita nisso?

banner ebook turbinar carreira

Talvez essa frase não faça o menor sentido para você. Talvez seu chefe ou sua empresa pensem totalmente o contrário. Talvez eles “nem saibam“ o que é qualidade de vida no ambiente de trabalho.

 

Você já pensou por que anda muito estressado? Veja também este artigo!

A empresa não valoriza você? Ninguém? Este artigo também pode ajudar!

Entende que não tem autonomia para executar seu trabalho?

As condições de trabalho não são adequadas?

Flexibilidade não é o forte de sua empresa?

Nunca recebe um feedback construtivo?

 

Talvez sua qualidade de vida no trabalho não esteja das melhores, concorda?

 

Neste artigo você vai aprender como avaliar sua qualidade de vida no trabalho.

 

Você também vai aprender como aumentar a sua qualidade de vida no ambiente de trabalho sem depender dos seus colegas e da empresa.

 

Mas antes, continue lendo pois vou explicar o que é esta qualidade de vida no ambiente de trabalho.

 

O que é Qualidade de Vida no Trabalho?

qualidade de vida no trabalho - orloski coaching

O professor da Universidade da Califórnia Louis Davis descreveu a qualidade de vida no trabalho como a preocupação com o bem-estar geral e a saúde dos colaboradores no desempenho de suas atividades.

 

Você tem sentimentos, emoções e experiências dentro e fora do trabalho que exercem influência sobre o si.

 

Criamos expectativas e necessidades em relação ao trabalho que, se não sanadas, influenciam no nosso bom desempenho.

 

Por isso, ter qualidade de vida no trabalho é essencial não somente para a empresa, mas para você!

 

Normalmente reclamamos do salário, mas na verdade, em várias pesquisas realizadas, descobriu-se que a remuneração não é o mais importante e tampouco os indivíduos trabalham exclusivamente para obtê-la.

 

Qualidade no trabalho, um bom clima corporativo e possibilidade de crescimento da carreira vêm antes do salário.

qualidade de vida no trabalho - salario - orloski coaching

Você sabia que apenas 3% das pessoas que estão insatisfeitas com sua chefia direta se dizem comprometidas com o trabalho?

 

Logo, precisamos verificar como está tudo isso.

 

Mas parece que todos as respostas dependem somente da empresa, correto?

 

Errado!

 

Continue lendo e você entenderá o porquê!

 

Mas primeiro vamos identificar se você tem qualidade no ambiente profissional.

 

15 sinais de que sua qualidade de vida no trabalho está péssima

Vamos aplicar uma metodologia de coaching agora para você descobrir como está sua vida profissional. Para isso, sugiro papel e caneta! Pegue e vamos ao trabalho.

 

Responda a todas as perguntas com um simples “sim“ ou “não”.

 

Grupo 1: Satisfação Pessoal

  • Sinal 1: Você gosta do que faz?
  • Sinal 2: Você acorda todos os dias com vontade de ir ao trabalho, segunda e sexta não fazem muita diferença para você?
  • Sinal 3: Você se sente seguro no trabalho no ponto de vista de estabilidade?
  • Sinal 4: Você fala com orgulho sobre o trabalho que desempenha para seus amigos?
  • Sinal 5: Você está controlando a pressão psicológica que recebe?
  • Sinal 6: O trabalho está de acordo com suas crenças e valores?
  • Sinal 7: Você é reconhecido no trabalho?

 

Grupo 2: Relacionamento Interpessoal

  • Sinal 8: Você se dá bem com seu chefe?
  • Sinal 9: Você se dá bem com seus pares?
  • Sinal 10: E com seus subordinados?

 

Grupo 3: A empresa

  • Sinal 11: A empresa disponibiliza todos os recursos necessários para você realizar suas atribuições?
  • Sinal 12: Você recebe incentivo para seu próprio desenvolvimento dentro da empresa em que trabalha?
  • Sinal 13: Você tem autonomia para realizar suas tarefas?
  • Sinal 14: Sua remuneração é adequada e recebe benefícios como julga merecer?
  • Sinal 15: Existe possibilidade de desenvolvimento de sua carreira?

 

Perceba que não vou nem perguntar sobre necessidades básicas, ética e direitos trabalhistas e constitucionais. Se isso for um problema para você, sugiro que tome providências o mais cedo possível!

 

Agora some as respostas “sim“ e analise abaixo:

  • 12 ou mais respostas “sim“ – você provavelmente possui uma ótima qualidade de vida no trabalho. Mas tem como melhorar!
  • 7 a 11 respostas “sim“ – você provavelmente tem uma qualidade de vida no trabalho razoável. Tem como resolver!
  • 6 ou menos respostas “sim“ – a chance de você possuir uma péssima qualidade de vida no ambiente trabalho é muito grande. Corra, você precisa fazer algo urgente.

 

Se você pudesse mudar as respostas “não“ para “sim“ com certeza teria mais tranquilidade, não? Definitivamente sim!

 

Então, agora você vai aprender como lidar com cada uma das questões acima.

 

Descubra agora como ter uma ótima qualidade de vida no trabalho. Garantido!

qualidade de vida no trabalho - orloski coaching

Se você analisar mais a fundo as perguntas, perceberá que a maioria delas depende de você e não de sua empresa. Mesmo aquelas que coloquei como sendo da empresa, dependem somente de você mudar!

 

Descubra a única maneira de aumentar sua satisfação pessoal

De que adianta um ótimo salário, bens materiais e não possuir conflitos se você não estiver bem com você mesmo?

 

Tudo deve começar por aqui. E a única maneira de você aumentar a sua satisfação pessoal é mudar!

 

Não gostamos de mudança por natureza, mas as vezes é preciso. As mudanças costumam trazer mais benefícios do que malefícios.

 

Para isso, vamos responder a cada uma das perguntas do questionário.

 

Sinal 1: Você gosta do que faz?

Pode ser que a empresa forneça uma excelente qualidade de vida no ambiente de trabalho.

 

Mas você consegue percebe-la?

 

Se você não gosta do que faz, provavelmente não conseguirá.

 

Mas como descobrir? São somente 3 passos simples!

 

Passo 1: Liste todas as coisas que você gosta de fazer, sejam questões pessoais ou profissionais. Coloque aquilo que você tem paixão.

 

Passo 2: Liste tudo aquilo que você faz bem, ou seja, aquilo que você tem habilidade.

 

Passo 3: Encontre, dentro destas duas, quais delas podem trazer dinheiro, sendo como funcionário ou empreendedor.

 

Por exemplo. Gosto muito de escrever. Sou bom em marketing. Vou procurar um emprego como redator/escritor em marketing digital ou vou montar um negócio que ensina as pessoas como escrever bem.

 

Sinal 2: Você acorda todos os dias com vontade de ir ao trabalho, segunda e sexta não fazem muita diferença para você?

Nós não deveríamos amar a sexta-feira e odiar a segunda-feira. Não faz o menor sentido. Isso quer dizer, muitas vezes, que não gostamos do que fazemos, ou ainda, que tem algo no trabalho que não gostamos.

 

Se você não gosta, volte à pergunta anterior, já mostrei o caminho para você.

 

Ou então, vamos lá…

 

Pergunta 1: O que exatamente não gosto em meu trabalho? – Faça uma lista com tudo aquilo que incomoda.

 

Pergunta 2: O que [não gosto], que se eu mudasse, faria com que eu acordasse todos os dias animado para ir trabalhar? – Responda individualmente para cada resposta da pergunta 1 e descubra o que mudar urgentemente.

 

Pergunta 3: Como eu posso mudar o que eu [não gosto]? – Crie um plano de ação e execute ainda esta semana.

 

Sinal 3: Você se sente seguro no trabalho no ponto de vista de estabilidade?

Todos nós precisamos de um pouco de estabilidade, alguns mais, outros menos.

 

Ninguém quer ganhar a conta de repente.

 

Você tem desempenhado um bom trabalho na visão de seu chefe?

 

A empresa está sólida ou em fase de cortes?

 

Sua função tem futuro na empresa ou está por um fio?

 

Neste caso, mudança pode significar estabilidade. Você precisa tomar uma atitude para não ser pego de surpresa.

 

Sugiro que você converse com seu chefe ou com o pessoal do RH para entender em que situação se encontra. Se for a hora de mudar, comece o quanto antes.

 

Sinal 4: Você fala com orgulho sobre o trabalho que desempenha para seus amigos?

Conheço muitas pessoas com bons cargos e salários que tem vergonha de dizer o que fazem. Também conheço pessoas com cargos e salários bem mais simples, mas que amam o que fazem e contam com o maior orgulho do mundo.

 

Você precisa ter orgulho do que faz. Seu trabalho é parte de você. Se esse trabalho não te representa, quer dizer que você está no lugar errado.

 

Se você não consegue falar com orgulho nem para os amigos, imagina para seus filhos.

 

Volte para o “Sinal 1” e encontre aquilo que te dará orgulho em fazer. E corra atrás disso!

 

Sinal 5: Você está controlando a pressão psicológica que recebe?

Prazos impossíveis de cumprir?

Tarefas que você não tem conhecimento para executar?

Metas, metas e mais metas?

 

O mercado corporativo está exigindo, a cada dia que passa, fazer mais com menos. Você precisa apresentar mais resultados e muitas vezes não recebe todo o crédito ou o salário que merece.

 

Tudo isso te sobrecarrega física e psicologicamente.

 

Quando isso acontece, pode ser tarde demais. Seu rendimento cai, seu estresse vai nas alturas e você vai chegar na síndrome de burnout.

 

Para saber como lidar com isso, acesse este artigo onde ensino 15 dicas Fáceis para Fugir da Síndrome de Burnout.

 

Sinal 6: O trabalho está de acordo com suas crenças e valores?

Vamos ser diretos neste ponto. Se você não acredita na empresa em que trabalha, por que ainda está nela?

 

Simplesmente mude!

banner ebook turbinar carreira

Sinal 7: Você é reconhecido no trabalho?

Reconhecimento é um ponto crucial para que possamos ter qualidade de vida no trabalho. O segredo aqui é descobrir o que é reconhecimento para você e correr atrás dele.

 

Veja este artigo que explica 3 Passos para Simples para Alcançar seu Reconhecimento Profissional!

 

Método Infalível para Resolver Seu Relacionamento Interpessoal

qualidade de vida no trabalho 4 - orloski coaching

Você não possui conflitos com ninguém na empresa? Duvido que a resposta para esta pergunta seja um “sim“.

 

Temos que nos relacionar com muitas pessoas em nosso dia a dia. E as pessoas possuem perfis comportamentais distintos.

 

Isso faz com que cada uma se expresse de uma maneira oposta, como se falassem línguas diferentes.

 

Já tentou falar em português com alguém que entende somente alemão? Pois é, não vai funcionar. É mais ou menos isso que acontece com nossos colegas de trabalho.

 

Estes pensamentos fazem sentido para você?

  • Ele é muito calado/tagarela;
  • Ele é muito direto/enrolado para se expressar;
  • Ele é egocêntrico/humilde;
  • Ele faz sem pensar/ele pensa demais e não faz;
  • Ele é muito bruto/comedido.

 

Com certeza você deve visualizar isso em seu dia a dia. Perceba que estamos sempre julgando, rotulando o outro e colocando a culpa na outra pessoa.

 

Mas você já parou para pensar que você não pode mudar os pensamentos do outro?

 

Por isso, a melhor maneira de resolver estes conflitos é utilizar a empatia!

 

5 passos para resolver conflitos melhorando sua empatia

Passo 1: identifique o que você pensa do outro em relação aos comportamentos dele no conflito em questão.

 

Passo 2 (o mais importante): se coloque no lugar da outra pessoa e tente imaginar o que ela pensa sobre os seus comportamentos (muito cuidado para não pensar com sua cabeça, faça um esforço para se colocar no lugar dele e pensar como ele!).

 

Passo 3: Agora imagine o que seus colegas de trabalho pensam do conflito que você possui com esta pessoa. Se eles pudessem dizer algo, o que eles diriam para você?

 

Passo 4: Se a empresa pudesse falar, o que ela falaria para você sobre este conflito?

 

Passo 5: Considerando os 4 passos anteriores, o que você vai fazer esta semana para resolver este conflito?

 

Aplique este método para responder às 3 perguntas de relacionamento interpessoal e garanto que você verá a diferença!

 

Sinal 8: Você se dá bem com seu chefe?

Sinal 9: Você se dá bem com seus pares?

Sinal 10: E com seus subordinados?

 

Como conseguir o que quer do seu chefe

qualidade de vida no trabalho - orloski coaching

Chegamos ao último grupo de perguntas, as que se relacionam com a empresa. Talvez você pense que aqui nada podemos fazer.

 

Mas, você está enganado se pensa assim!

E, a maneira de resolver é muito simples!

 

Sinal 11: A empresa disponibiliza todos os recursos necessários para você realizar suas atribuições?

Sinal 12: Você recebe incentivo para seu próprio desenvolvimento dentro da empresa em que trabalha?

 

Vamos resolver dois sinais de uma vez!

 

Por mais que não pareça, as pessoas gostam que você exponha sua opinião, que entre em debates e brigue por seus objetivos.

 

A empresa sempre quer que você brigue pelos ideais dela, pelo aumento de desempenho e por resultados.

 

O que nunca te contaram, é que as empresas respeitam quem se valoriza.

 

Pense comigo, se nem você se valoriza, como que você prezará por aquilo que não é seu, que pertence à empresa.

 

Por isso, aprenda a negociar!

 

A empresa exige desempenho e resultados! Exija dela os recursos necessários para que isso aconteça.

 

Mostre para ela que você está comprometido, que quer fazer mais, mas que pra isso precisa mais dela!

 

Da mesma forma, as empresas preferem pagar um curso para você do que te dar um aumento de salário. Sabe por que?

 

Salário é permanente e exige impostos. Já um curso entra como uma despesa e sai mais barato para a empresa.

 

Mostre que investindo em você, a empresa terá o retorno do investimento.

 

Sinal 13: Você tem autonomia para realizar suas tarefas?

Agora vamos falar de autonomia. Muitos chefes que não sabem liderar tem medo de delegar e acabam realizando ingerência o tempo todo.

 

Ele não sabe o mal que está fazendo para si e para a empresa.

 

Por isso, vamos ajuda-lo.

 

Marque uma reunião com seu chefe e exponha as tarefas que ele não te deixa fazer.

 

Mostre confiança e assuma a responsabilidade.

 

Pergunte para ele quais resultados ele espera com estas tarefas e qual o prazo.

 

Se esforce para fazer muito antes do prazo. Surpreenda ele e mostre que você é capaz.

 

Isto pode até render uma promoção no futuro.

 

Sinal 14: Sua remuneração é adequada e recebe benefícios como julga merecer?

Talvez você faça por merecer.

 

Mas você sabe se o seu chefe vê o mesmo que você?

 

Aprendi uma frase com meu antigo chefe: “o óbvio não é evidente.“

 

Isso quer dizer que, as vezes, o que está claro para você pode não estar claro para os outros.

 

Seus resultados precisam estar visíveis. Seu chefe precisa ver avanços diários em você.

 

Se coloque no lugar dele, se fosse ao contrário, não seria assim também?

 

Mas isso não tem nada a ver com apresentar qualquer resultado ou querer somente “se mostrar“. Se esforce para apresentar aquilo que ele espera de você!

 

Para fazer isso de modo efetivo, converse com ele!

 

Marque um bate papo e explique para ele que você quer estar mais comprometido com a empresa, que está engajado em conseguir mais resultados para ele e para a empresa.

 

Diga que gostaria de saber de forma clara qual norte deve seguir. Pode até brincar dizendo: “o que faria eu ganhar uma promoção?” – Descubra este norte o mais detalhado possível.

 

Tendo estas informações, se esforce para fazer mais do que ele pediu. Assim você terá argumentos para pedir um aumento de salário ou até mesmo uma promoção.

 

Sinal 15: Existe possibilidade de desenvolvimento de sua carreira?

Não sei você, mas eu não gosto de ficar sem expectativas de crescimento futuro. Se isso não te incomoda, quem sou eu pra dizer o contrário.

 

Mas se você for como a maioria que quer estar sempre crescendo e sua empresa não apresenta expectativas de carreira, a sugestão é uma só:

 

Está esperando o que para mudar?!

 

 

Neste artigo você aprendeu como avaliar se tem qualidade de vida no trabalho e também como criar sua própria qualidade de vida no ambiente de trabalho!

 

Acredita que não consegue realizar tudo isso sozinho? Agende uma sessão gratuita comigo que terei o maior prazer em ajuda-lo!

Um abraço e até a próxima!

banner ebook turbinar carreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *